Visite nosso blog "gourmet": http://jwalkersgourmet.blogspot.com/

Hodômetro - quilometragem dos participantes

Participante
Distância percorrida
Alberto
639,4 km
Daniela
810,0 km
Jorge
784,4 km
Marcelo
858,2 km
Paulo
211,2 km
Yumi
145,6 km
(considerando somente os eventos listados neste blog)

domingo, 19 de junho de 2011

Northbrasil 2011 - Camping Macuco - Valinhos

Há provas em que são necessários alguns dias para baixar a poeira, botar a cabeça no lugar e entender a prova como um todo antes de escrever o post. Essa foi uma delas. Sem dúvida, foi a prova mais difícil que já fizemos, atestado pelo site da Northbrasil, na Narração da etapa, que diz: "A prova foi uma das mais disputadas no ano e, certamente, uma das mais técnicas e difíceis dos últimos tempos" (grifo nosso). Concordamos totalmente...

Dessa vez, ao contrário das etapas anteriores da Copa North, não pernoitamos no camping e nem na região, então saímos de SP às 8h30. Chegamos no Camping Macuco em torno das 9h30, com tempo suficiente para fazer check-in e preparar as planilhas. Achamos o clima meio pesado, difícil explicar, parecia que o pessoal da North estava um pouco apreensivo. Antes mesmo de chegarmos no carro para preparar as coisas, vimos a ambulância (que sempre está a postos nas provas da North) partindo, levando alguém... Mau presságio!

Largamos às 10h40, com bastante sol, mas sem muito calor.


Na primeira parte da prova, descemos em direção ao campo de futebol. Margeamos o campo e tomamos uma rua de terra, conde encontramos o PC 18. Continuamos pela rua até o final, passando por trás do parque aquático e encontramos o PC 39.

Em seguida, descemos em direção à outra margem do lago. E então percebemos o tamanho da encrenca! a planilha indicava a subida de um barranco à direita e o PC 01, junto à trilha pelo barranco. Subimos o barranco, que em 2010 tinha corda para ajudar, e seguimos pela estrada, para a esquerda. A próxima referência na planilha mandava virar para a esquerda. O PC 02 estava no caminho, e bipamos (14m48s adiantados...). Descemos novamente o barranco e ficamos na dúvida se tínhamos que ter pego o PC 01. Voltamos e pegamos esse PC (não era para passar nesse momento - passamos 2h04m adiantados).

Em seguida, veio o (primeiro) rally de bússolas... E, sim, erramos tudo. Ficamos andando em círculos, perdendo tempo e achando um monte de PCs, até que desistimos. Pegamos alguns dos PCs e pedimos ajuda para o staff e pulamos o (primeiro) rally.


Em seguida, entramos por uma trilha na mata, demos um passeio na lama e voltamos ao PC 02 (essa era a hora certa de pegar esse PC). Em seguida, descemos em direção ao lago. Pegamos uma rua de terra à esquerda, depois descemos à direita e saímos próximos a dois lagos menores, onde foi o neutro de 2010.

Fomos em direção à piscina natural, onde desconfiávamos que haveria navegação por bússola. 


Dito e feito. Mas na saída do lago haviam 2 PCs, o 11 e o 31. Pegamos o 11 e, claro, estava errado.

Saímos da piscina para a direita (pegamos o PC 12, graças à Daniela), margeando os dois lagos menores. O PC 14 estava atrás da casa, na terceira referência do trecho 12.

No trecho 13, percorremos toda a lateral do lago maior do camping, onde pegamos os PCs 15 e 16. Demos uma volta pelos chalés e entramos na mata atrás do campo de futebol. Lá estava o PC 17. Descemos o barranco e voltamos para a região do chalés.

O trecho 16 era de deslocamento, para o neutro. Não entendemos bem a razão desse deslocamento, mas tratamos de fazê-lo o mais rápido possível, para tirar nosso atraso de mais de 5 minutos.

O neutro, ao contrário de outras provas, foi tenso. Pouco tempo, devido ao atraso, e ainda tinha novidade na prova: a equipe deveria se dividir, de modo que metade da equipe deveria seguir a planilha original e a outra metade seguiria uma planilha entregue no neutro. O trecho da segunda planilha era basicamente um trecho de virtual, cuja distância deveria ser somada ao próximo trecho de virtual. Jorge e Marcelo ficaram com a planilha original, enquanto Alberto e Daniela fizeram o trecho de virtual.

Depois de alguns minutos, nos reencontramos no trecho 20 da planilha original. Seguimos novamente pela rua de terra acima da piscina natural, mas dessa vez seguimos em frente. A trilha não estava muito bem definida, acabamos errando e trouxemos uma equipe junto conosco... Voltamos um pedaço e achamos o caminho correto.

Subimos o morro e chegamos a uma estrada de terra, no início do virtual. Era uma subida, com várias referências. No PC 25, virtual, informamos a soma desse trecho com o trecho realizado com a equipe separada. Erramos por 2,4%...

Continuamos a subida e chegamos aos PCs 27 e 28.


Continuamos subindo e veio a parte agradável da prova. Nenhum de nós é muito chegado em figo, mas o cheiro exalado pelas plantações de figo do local quase nos fez abandonar a prova: na planilha estava escrito, para não restar dúvidas:

"ATENÇÃO! Propriedade particular liberada exclusivamente para a etapa de COPA NORTH-BAND de enduro a pé. Proibido retirar frutas - sujeito a desclassificação."


Pensamos várias vezes em sentar embaixo de um dos pés de figo e ficar por lá mesmo... Pena que não dá para reproduzir aromas no computador. Ainda.

Passamos pelos PCs 23 e 28 e iniciamos a descida de volta ao camping, passando pelos PCs 29 e 30.


A seguir, voltamos à mesma estrada que nos levou ao primeiro rally, mas no sentido contrário. Pegamos o PC 07 (acho que foi a única pegadinha em que não caímos), desviamos na direção do PC 06, o staff nos deu uma ajuda e fomos novamente pela mesma trilha que leva ao PC 02. Descemos de novo pelo barranco (essa foi a quinta vez que passamos nele, entre subidas e descidas) e, mais uma vez, fomos para o lago maior.

A próxima pegadinha da prova foi a descida para a piscina natural, que deveria ser feita pela grama, 3 m antes da escadaria que leva à piscina. Nos perdemos de novo. Pedimos ajuda para o staff, que nos ajudou a encontrar a trilha certa. Pegamos o PC 10 e entramos de novo na piscina natural. Na saída, pegamos o PC 31 (errado, era para pegar o 11, que havíamos pego na primeira passagem pela piscina). Saímos da piscina e pegamos o PC 32.

Passamos entre os lagos menores, para mais duas páginas de rally de bússola... Pegamos o PC 33 e, na sequência, como estávamos errados, Alberto tentou seguir em frente pelo atoleiro e ficou atolado até o joelho! Nesse momento entendemos que não dava mais... Ainda achamos o PC 13 (fora de ordem) e fomos para a chegada, sem terminar o rally. Já estávamos de saco cheio de ler bússola...

(fotos no Picasa)

Distância: 8343 m
Tempo total: 2h 40min

Participantes: Alberto, Daniela, Jorge e Marcelo.

Resultado:
1 - Popatapataio (4333 pontos)
2 - Plano B (4513 pontos)
3 - Bicho Pego Pula Fora (4804 pontos)
...
20 - Johnnie's Walkers (10903 pontos - média de 311,5 pontos por PC)
...

Prato do dia: Costela do Japonês, de Indaiatuba. Alguma coisa de boa tinha que sair dessa semana!

Nenhum comentário:

Postar um comentário