Visite nosso blog "gourmet": http://jwalkersgourmet.blogspot.com/

Hodômetro - quilometragem dos participantes

Participante
Distância percorrida
Alberto
639,4 km
Daniela
810,0 km
Jorge
784,4 km
Marcelo
858,2 km
Paulo
211,2 km
Yumi
145,6 km
(considerando somente os eventos listados neste blog)

domingo, 4 de outubro de 2009

Fun Trekking 2009 - Paranapiacaba

Frio e neblina. Chuva fina. Lama. Ou seja, tudo normal em Paranapiacaba! Diferente de outras provas que nós fizemos lá, desta vez não demos sorte, porque o tempo estava feio...


O Fun Trekking é uma prova totalmente diferente do que estamos acostumados. Munidos de mapas e um grafo, o intuito é somar o maior número de pontos passando nos PCs, mas não existe uma rota definida, quem faz o trajeto é a equipe, respeitando as rotas válidas entre PCs. Como diria a integrante da equipe: "Que coisa doida...".


No check-in, recebemos mapas e uma tabela com as rotas válidas. Optamos por seguir primeiramente no sentido de Taquarussu, pois já que não conhecemos a prova, pelo menos o caminho já era velho conhecido (no final essa estratégia acabou se mostrando uma solução não muito boa). Fomos avisados pelo organizador que os PCs não estariam visíveis, estariam meio escondidos ("meio" foi bondade dele).

No caminho, passamos no PC 1, onde a prova consistia em estimar a distância entre a Casa do Engenheiro e a igrejinha da parte alta de Paranapiacaba. Erramos feio.


No PC 2, a prova era fazer 10 embaixadinhas em menos tempo. Com toda nossa habilidade futebolística, gastamos os três minutos e não conseguimos fazer as 10 (se fôssemos bons em futebol, não faríamos enduro a pé...). Na Estrada de Taquarussu, deveríamos encontrar uns quatro PCs, mas não encontramos nenhum. NENHUM! Putz, agora ferrou... Chegamos no PC 4 com quase 20 minutos de atraso, onde a prova era responder quatro (de cinco) perguntas em dois minutos. As perguntas nem eram tão difíceis, mas só respondemos três... Paciência.


Na volta para Paranapiacaba, nos empenhamos em achar os PCs. E foi aí que nós começamos a entender o esquema e gostar da prova. Achamos todos os PCs (mesmo aqueles que não tínhamos encontrado na ida), mesmo um que não precisávamos encontrar.

Quando chegamos de volta à Paranapiacaba, a chuva apertou e a neblina obrigou a apelar para o GPS, já que não dava nem para enxergar um quarteirão inteiro. Como ainda faltavam dois PCs obrigatórios e tínhamos 1h 10min para completar a prova, resolvemos mudar a rota e ir para a chegada, já que o tempo não seria suficiente para passar naqueles PCs dentro do tempo máximo de 4 horas.


Nossa meta de conhecer a prova foi cumprida, e terminamos a prova do nosso jeito. Até que a pontuação não foi tão ruim, mas se tivéssemos explorado melhor as regras poderíamos ter alcançado uma pontuação um pouco maior. A prova é muito interessante, muito diferente do que estamos acostumados, precisamos estudar melhor as regras e participar outras vezes.




Visualizar Fun Trekking 2009 em um mapa maior


Distância: 8,9 km (GPS)
Tempo total: 2h 51min

Participantes: Alberto, Daniela, Jorge e Marcelo.

Resultado:
1 - Não Entendi (42.027 pontos)
2 - Crazy Trekkers (33.981 pontos)
3 - Filho do Pula (31.399 pontos)
...
16 - Johnnie's Walkers (10.261 pontos) - últimos! (da última vez que ficamos em último, fomos campeões! hehe!)

Prato do dia: Manta de anchova negra no rèchaud do Ó Maria.

5 comentários:

  1. Interessante modalidade de trekking.Tinha visto no início do ano mas não me aprofundei no assunto.Parabéns pela participação....!!!!!

    ResponderExcluir
  2. Esse negócio de fun trekking é mesmo muito legal! Aí é que vale a estratégia.

    Vale a pena participar, se tiverem oportunidade. Pena que a próxima etapa é só em março!

    []'s

    Marcelo Gomes

    ResponderExcluir
  3. Olá Pessoal! Show de bola este post hein! Parabéns! Posso publicar no site do FunTrekking? A propósito, a proxima etapa está chegando e vai ser em Cabreúva. Nos veremos por lá? Abraços! Jefferson Neitzke - Circuito Paulista de Fun Trekking - www.funtrekking.com.br

    ResponderExcluir
  4. Caro Jefferson,

    obrigado por ler nosso "diário"! Claro que pode publicar, fique à vontade! Será uma honra...

    A etapa de Cabreúva faz parte do "planejamento estratégico" da equipe. Se nada der errado, estaremos lá (só por garantia, deixamos as inscrições para a segunda-feira imediatamente anterior às etapas)!

    []'s

    Marcelo Gomes

    ResponderExcluir
  5. Sou obrigado a não concordar com vocês, pois retornei ao local três vezes, inclusive com a Bambuzal que tinha errado e constataram que a cartilha que não era improvisada estava correta e inclusive os cálculos estavam certos.
    Era para dar sim 85 graus e ao chegar na rua virar a esquerda subindo.
    Ocorre que tinha uma árvore no caminho, era uma pegadinha e ao desviar da árvore chegava em um ponto que para esquerda levava para baixo e não para cima.
    Quando colocava sentido de bússola, devia ignorar a árvore.
    De 43 equipes, 07 erraram, se tivesse erro lá, todos errariam, principalmente porque não avisamos ninguém do erro.
    Lamento que a equipe não soube perder.
    Errar é humano, voltei ao local para averiguar se o erro foi meu, mas não foi, voltei esse ano de novo, só que desta vez com a equipe Rumo Certo, constatei que eu estava certo.
    O google não tem como mostrar a intenção da organização.
    O 225 graus citados por vcs, leva para cima, mas não é isso que eu queria, eu queria levar para baixo e depois virando a esquerda, fazer o povo subir.
    Repito, 43 equipes e só 07 erraram, então é mais do que óbvio, não tinha erro da organização.
    As equipes erram também, vocês erraram e não aceitaram isso, o que é natural quando o instinto humano pela vitória fala mais alto.
    Outra coisa, não era uma cartilha improvisada, ela foi feita daquela forma mesmo, era esse o objetivo.
    O objetivo é criar pegadinhas que faz com que equipe de ponta erre também e foi o que fiz e deu certo, mas vocês não aceitaram isso.
    Repito, voltei lá três vezes para conferir.
    Impossível em mais de 1800 provas que realizei eu nunca ter errado, mas assumo meu erro e a prova disto são pcs que já anulei e o fato de eu sempre voltar no local em que equipe de ponta cometeu erro, faço isso para averiguar se o erro foi meu ou não.
    Rally Dakar já foi cancelado, Sertões teve parte cancelada por erro de dezenho, Campeonato Brasileiro de Rally já teve 80% dos pcs cancelado, Enduro a Pé já teve prova parando no meio por erro de planilha, em fim, todas as organizações deste esporte já cometeram erros e todas as equipes também, mas é muito mais difícil a equipe de ponta assumir o erro do que a organização.
    Repito, voltei lá três vezes, esse ano de novo passei lá e mostrei que eu estava certo.
    Bêni

    ResponderExcluir