Visite nosso blog "gourmet": http://jwalkersgourmet.blogspot.com/

Hodômetro - quilometragem dos participantes

Participante
Distância percorrida
Alberto
639,4 km
Daniela
810,0 km
Jorge
784,4 km
Marcelo
858,2 km
Paulo
211,2 km
Yumi
145,6 km
(considerando somente os eventos listados neste blog)

domingo, 27 de novembro de 2011

Northbrasil 2011 - Atibaia Campo

Essa foi nossa primeira prova em Atibaia e aguardávamos há tempos por uma etapa naquela região. Pela segunda etapa seguida na Copa North, fizemos a prova com a equipe desfalcada, já que Alberto estava viajando a trabalho.

Saímos de SP às 8h30 e chegamos no camping em torno das 9h40. Ao contrário da previsão, o dia estava nublado, mas agradável.


Largamos às 10h32 e Daniela ficou encarregada de navegar durante a primeira parte da prova, assim Marcelo poderia ajudar Jorge a contar passos.


A primeira parte da prova, até o trecho 4, foi tranquila, ao redor dos chalés do camping com velocidades bem baixas. Nessa parte da prova, pegamos os PCs 37, 38 e 39. No trecho 5 saímos do camping por uma rua de terra, que era um trecho longo e havia PCs dos dois lados da rua.


Pegamos o PCs 1, 2 (esse fora de ordem, estávamos do lado errado da rua, e passamos nele só um pouquinho adiantados: 01h 20min...) e 3 e passamos por cima de uma ponte.

Depois da ponte, os PCs 4 e 5 estavam lado a lado e, como estávamos adiantados, a penalização acabou sendo dobrada...

Atravessamos a rua e entramos por trilhas na mata. Viramos à esquerda antes do PC 6, entramos por outra trilha, fizemos um laço e paramos 2 metros antes do PC 8. Aí, tinha uma medição de bússola a 305°, que era exatamente voltando pela trilha... Sempre bate a insegurança...

Saímos da mata e seguimos margeando-a até uma linha de alta tensão. Pegamos o PC 7 e ficamos com a sensação de termos perdido o PC 6. A única subida da prova era longa, mas a velocidade foi baixa. 


Já de volta à trilha na mata, pegamos os PCs 9 e 10. Passamos pelo PC 11 que era virtual, mas devido à subida e à velocidade baixa, erramos por 29 metros. Descemos a trilha, passamos pelos PCs 12, 6 e, na sequência, pelo PC 8, no meio de uma baita muvuca... Pelo menos não perdemos esses PCs e ainda passamos na ordem certa, mas aquela muvuca deixou a gente atrasado.

A sequência da prova até o neutro foi por trilhas em meio à mata, onde pegamos os PCs 13, 14 e 15, sempre com um minuto de atraso, porque iam outras equipes à nossa frente e a trilha tinha vários troncos caídos que dificultavam a passagem. Chegamos atrasados no neutro que, nessa etapa, foi com pouco mais de uma hora de prova.


Saindo do neutro, fomos em direção a uma rua de terra, passando pelo PC 16. Atravessamos a rua, entramos no pasto por uma porteira e seguimos beirando o riacho. Atravessamos o riacho pela parte rasa e chegamos no ponto onde devíamos fazer a travessia do riacho, na parte mais funda. Observando o nível onde a água bateu na equipe que ia à nossa frente, abortamos a travessia e optamos por cruzar por cima de um tronco a uns 20 metros antes...


Perdemos um minuto e passamos atrasados no PC 18, mas pelo menos os equipamentos ficaram inteiros... Seguimos pela trilha de gado e medimos 196°, conforme a planilha. A direção apontava para uma árvore frondosa, com o PC 20 bem debaixo dela... Quando Daniela passou pela árvore, viu o PC 21 bem escondidinho... Continuamos pelo pasto até sair na ponte que havíamos cruzado no início da prova.


Voltamos pela rua de terra até o camping. Não passamos em nenhum PC porque passamos no PC 2 na ida... Chegamos no camping e aí começou nosso suplício: o rally de bússolas... Mas esse foi diferente, porque foi em meio aos chalés, pelas passagens estreitas. Fizemos o trajeto todo correto (com uma pequena ajuda do staff) mas perdemos um pouco de tempo, principalmente no trecho 29, cuja velocidade era de 99 m/min.

No trecho 34, fizemos a volta no lago maior do camping, passando pelos PCs 30 a 32, sempre adiantados...


No final desse trecho, havia um neutro de um minuto e a equipe deveria se dividir. Marcelo fez o trecho A, enquanto Daniela e Jorge seguiram pelo trecho B. Mas enquanto Daniela e Jorge fizeram tudo certinho, Marcelo se confundiu e pulou uma referência. Por não ter zerado o contador no início do trecho, acabou forçando uma referência e fez bobagem... Quando percebeu a merda que fez o erro, voltou correndo, mas aí errou feio o chute no PC virtual 34 e, por consequência, o do 36 também... Os 354 pontos nesse PC custaram nosso primeiro troféu na Copa North. Daniela pegou o chip e correu para a chegada, com Jorge e Marcelo atrás.

A prova em si não foi tão difícil. Geralmente nossos resultados em lugares que não conhecemos são ruins, mas estávamos bem na navegação, com Marcelo e Daniela alternando nessa função. A contagem de passos variou um pouco ao longo da prova, ora dando certo, ora com muito erro. Nosso maior problema nessa prova foi a regularidade, pois ou estávamos adiantados ou muito atrasados...

O local da prova foi interessante, com belas paisagens e num camping muito bonito e bem organizado. O esforço físico foi ideal e a prova foi bem técnica e cheia de pegadinhas. O grande deslocamento pela rua do camping foi a parte chata da prova. A divisão da equipe também é algo que não nos agrada, mas concordamos que exige muito mais técnica da equipe.

Agora só nos resta aguardar 2012... Os dois últimos resultados na Copa North (um 6° lugar no Solar das Andorinhas e esse 5° lugar) e o 4° no Enduro a Pé nos deixaram motivados para estipular metas mais ambiciosas para o próximo ano!


Distância: 8702 m
Tempo total: 2h 36min

Participantes: Daniela, Jorge e Marcelo.

Resultado:
1 - Maltrapilhos (1130 pontos)
2 - Plano B (2243 pontos)
3 - Bicho Pego Pula Fora! (2963 pontos)
...
5 - Johnnie's Walkers (3136 pontos)
...

Prato do dia: Yakisoba do Rong He.

Nenhum comentário:

Postar um comentário