Visite nosso blog "gourmet": http://jwalkersgourmet.blogspot.com/

Hodômetro - quilometragem dos participantes

Participante
Distância percorrida
Alberto
639,4 km
Daniela
810,0 km
Jorge
784,4 km
Marcelo
858,2 km
Paulo
211,2 km
Yumi
145,6 km
(considerando somente os eventos listados neste blog)

sábado, 4 de maio de 2013

Northbrasil 2013 - Solar das Andorinhas (noturna)

Na primeira etapa noturna do ano, fizemos questão de pernoitar no local da prova, o Hotel Fazenda Solar das Andorinhas, porque a semana foi puxada e queríamos aguardar a premiação.

Fomos em carros separados, porque o Jorge planejava voltar mais cedo no domingo. Chegamos no hotel fazenda em torno das 17h. Ainda tivemos tempo de jantar antes da largada!

Nossa largada foi às 20h30, abrindo a categoria Trekkers, em virtude do primeiro lugar obtido na etapa anterior!



Nos primeiros trechos, seguimos por ruas de terra por dentro do hotel, até uma cerca que separa o hotel da mata. Seguimos a cerca até o trecho 03 e descemos em direção ao campo de futebol. Em seguida, no trecho de deslocamento, cruzamos a ponte pênsil... Sinistro!



Passada a ponte, seguimos por trilhas que cruzavam riachos secos e no trecho 09 cometemos nosso primeiro erro... Ficamos na dúvida ao ver os PCs 07 e 04 e duas trilhas próximas. Decidimos fazer o básico e voltamos para a última referência do trecho 08. Refizemos aquela parte e, agora sim, tínhamos certeza que pegamos o PC 04 na ordem certa! Isso, erramos... Era o 07 primeiro... Ainda tomamos 4 minutos de atraso.

Demos uns laços nos lagos e passamos pela ponte onde foi o neutro da prova de 2010. Pegamos a rua de terra à direita e passamos no posto de Red Bull...


A subida pelo bambuzal foi tensa, porque havia umas duas equipes na nossa bota fazendo pressão. Acabamos errando feio e perdemos os PCs 09 e 10 na sequência! A boa notícia é que havíamos descontado todo o atraso.

Os trechos 14 a 16 foram todos em calçamento, dentro da área principal do hotel. A navegação com bússola e a contagem de passos foram precisas e as pontuações nos PCs foram baixas nesses trechos.

A próxima parte da prova foi tensa. O trecho 17 foi inteiramente dentro do labirinto no bambuzal, que já nos trouxe muita dor de cabeça. Foram três páginas de planilha praticamente só de bússola! Adotamos uma estratégia com Alberto e Jorge exclusivamente contando passos, Marcelo na bússola e Daniela só caçando PCs, todos sempre muito próximos. Deu certo e não cometemos nenhum erro!

Quando saímos do labirinto, demos um laço próximo à cerca a sudeste do hotel e descemos na direção do pesqueiro na região da largada das etapas de 2010 e 2011. Ali aconteceu o trecho sujo da prova: na segunda referência do trecho 21, havia um atoleiro brabo e atolamos literalmente até o joelho... As tábuas que haviam sido colocadas para auxiliar na travessia há muito haviam afundado com a passagem das equipes à nossa frente. Não teve jeito, tivemos que encarar a lama! Ainda bem que o neutro estava próximo e estávamos no tempo certo.



Relargamos um minuto antes para passar a cerca de arame farpado. Estávamos fora do hotel e o trecho seria longo. A trilha era apertada, íngreme em alguns trechos e parecia ser bem agradável para uma prova diurna. Como as velocidades eram baixas, fomos avançando na mata fechada. Quando chegamos a uma pequena barragem (coisas que você não imagina encontrar naquele lugar, naquele momento), havia um trecho de deslocamento, pela periculosidade da trilha naquele trecho.


Passado o deslocamento, seguimos nos afastando da sede do hotel e raramente víamos ou ouvíamos outras equipes.

Estávamos todos concentrados, em alguns momentos a contagem de era fundamental para encontrar as referências encobertas pela noite. No trecho 28, uma referência "siga a" no meio do nada nos fez sair da trilha e descer por um barranco, mas estávamos confiantes e logo vimos o PC 28, que era referência na planilha... Vantagens da prova noturna, dá para ver o PC de longe!

Passamos ao lado da criação de abelhas, todos seguindo estritamente a observação da planilha, de manter silêncio! Entramos por uma trilha na mata, a mesma em que nos perdemos em 2011, mas desta vez fizemos tudo certo.

No final do trecho 30, encontramos o Renato, um dos coordenadores técnicos da prova. Toda vez que a gente cruza com ele, fazemos alguma bobagem... Mas dessa vez saímos ilesos - graças a ele... Nesse ponto, começamos o retorno para a sede do hotel, por trilhas de gado e trilhas mais abertas.

No trecho 33, começou o virtual. Acertamos os dois PCs com neutros próximos e no PC 35 (que depois foi cancelado), fizemos 9 pontos (1,9%). Nesse PC fomos atrapalhados por uma equipe graduada que passou na nossa frente e ficou enrolando, paciência! Voltamos a descer pela trilha ao lado da bendita cerca (acho que não teve um que não se machucou nela) até o PC 36, no qual fizemos 30 pontos, devido à muvuca de equipes ao redor (contei 2 graduadas e duas turismo).

Já de volta à sede, quando fomos passar no segundo PC virtual, vimos que o contador do Alberto havia zerado em algum momento... Passado o frio na espinha, calculamos a distância só pelo Jorge e erramos por 20 m (1,8% de erro)!

Dali para a chegada foi um pulinho!

Essa prova foi muito divertida e muito variada, teve de tudo! De lama a bússola, de pasto e erosão a trilhas fechadas. Foi uma boa colocação, nossa melhor prova noturna até o momento, e mesmo que tivéssemos encontrado os PCs 09 e 10 (que provavelmente perdemos de orelhada), não conseguiríamos repetir a colocação da etapa anterior... Enfim, com um 13°, um 1° e um 5° lugar em 2013, estamos em segundo no campeonato! Assim vamos acabar como graduados em 2014 - e eu não estou a fim de acordar cedo!

Premiação da etapa anterior

(fotos no Picasa)

Distância: 8302 m
Tempo total: 2h 48min

Participantes: Alberto, Daniela, Jorge e Marcelo.

Resultado:
1 - O3-Ozonio (1447 pontos)
2 - Alfinetes Cinzas (2442 pontos)
3 - Tarahumaras (3093 pontos)
...
5 - Johnnie's Walkers (3919 pontos - média de 98,0 pontos/PC)
...

Pratos da noite (sim, no plural):

  • Antes da prova: Jantar do Solar das Andorinhas.
  • Depois da prova: Hot dog da lanchonete montada no local da premiação.


Menção honrosa ao troféu da etapa que, sendo noturna, acendia!



Nenhum comentário:

Postar um comentário