Visite nosso blog "gourmet": http://jwalkersgourmet.blogspot.com/

Hodômetro - quilometragem dos participantes

Participante
Distância percorrida
Alberto
639,4 km
Daniela
810,0 km
Jorge
784,4 km
Marcelo
858,2 km
Paulo
211,2 km
Yumi
145,6 km
(considerando somente os eventos listados neste blog)

domingo, 18 de março de 2012

Northbrasil 2012 - Wet'n Wild

Nessa nossa primeira prova no Wet'n Wild, o clima parecia favorável pela manhã, com céu todo azul, mas que foi fechando conforme saíamos de SP. Encontramo-nos na casa do Jorge, de onde saímos em dois carros, já que o Jorge precisava voltar mais cedo para SP. Pela primeira vez, a Yumi se juntou a nós para encarar as trilhas!

Chegamos ao Hopi Hari em torno das 10h30, para o check-in e o procedimento pré-largada. Como estávamos em 5 integrantes, recebemos 3 entradas para o parque aquático, mas decidiríamos ao término da prova se compraríamos mais uma. Fomos informados pela representante do Wet'n Wild que teríamos que decidir antes da largada, uma vez que ela venderia ingressos somente até 13h30, meia hora antes da nossa chegada. O impasse foi resolvido com a intervenção da Silvia, que colocou-se à disposição para guardar alguns ingressos para os interessados em desfrutar do parque depois da prova. Eba!

Fizemos os preparativos e largamos às 11h30, mais tarde que o normal.


A primeira parte da prova aconteceu dentro do parque aquático, no meio dos turistas em trajes de banho, nos observando e se perguntando: quem são esses loucos, de calça, bota e mochila, debaixo desse sol?". Deu para ver que o parque estava cheio...

Entramos pelo Pavilhão Branco, onde encontramos os PCs 38 e 39.



Quando saímos do parque, a prova começou para valer, inicialmente por uma trilha encoberta por árvores, bem agradável, onde encontramos o PC 1.


Pegamos um trecho do estacionamento de ônibus do parque e descemos por uma canaleta de água que nos levou à pista de motocross ao lado do parque.



Na pista de motocross, na primeira referência do trecho 05, encontramos a equipe que nos precedia. Essa equipe foi a maior dificuldade encontrada na prova... Estavam totalmente perdidos nesse trecho, e vieram na nossa bota.

Terminado o trecho 05, a trilha começou a estreitar e a prova começou a ficar boa! Até o final do trecho 08, a navegação estava boa, mas aí começaram os laços e as pegadinhas chatas da prova. Foram vários bate-e-volta seguidos que, em nome da dificuldade técnica, deixam a prova menos divertida. Dessa vez, não caímos em nenhuma pegadinha!

Nesse ponto da prova, sofremos duas baixas: lá pelo final do trecho 10, Daniela e Yumi decidiram parar e esperar pelo retorno do restante da equipe. O anúncio da Daniela pegou Alberto e Marcelo de surpresa que, sem ter o que fazer, seguiram em frente e deixaram a situação para a Daniela resolver...

Pausa para a foto!

A seguir, veio uma subida puxada e, como estávamos atrasados, demos um gás... O duro foi conviver pacificamente com a bendita equipe que largou à nossa frente, porque gritavam muito entre si (até parecia que eles estavam dispersos, mas estavam todos juntos... Em alguns momentos as duas equipes se misturavam, dificultando nossa comunicação.


Enquanto isso, Daniela e Yumi perguntaram ao staff a respeito do retorno da equipe por aquela trilha onde ficaram para trás. O staff consultou a planilha e vira, vira, vira, vira página e descobre que a equipe só iria passar por ali depois do neutro! Imagina a cena! As duas resolveram seguir navegando e buscar um ponto onde fosse possível reencontrar a equipe antes do neutro!

Depois da subida do trecho 12, veio a descida e, no final do trecho 12, a equipe reuniu-se novamente!

Ainda atrasados, apertamos o passo. Na primeira referência visual do trecho 14, estava o PC 11. Havia uma equipe de duas senhoras paradas bem em frente ao PC. Marcelo, para não perder tempo, encostou a mão nas costas de uma delas, com o intuito de evitar que ela desse um passo para trás e ambos saíssem machucados... Aparentemente, a senhora não gostou e disse que Marcelo a havia empurrado... Enfim, coisas de enduro...

(comentário do Marcelo: não foi minha intenção empurrá-la, mesmo porque se o tivesse feito, ela teria rolado trilha abaixo. Foi vacilo meu, não deveria tê-la tocado, deveria ter chegado por trás no ouvido dela e dito: "SAI DA FRENTE DO PC, @&*%#!" "com licença". Mais uma lição aprendida.)

Acabamos adiantando nos PCs 11, 17 e 18. Paramos para ajustar o tempo.


A sequência da prova nos levou ao neutro. Ufa! Estava calor...



Reabastecidos, relargamos margeando uma plantação de uvas.


Logo entramos numa trilha de bike, meio abandonada...


Depois do "subidão" do trecho 19, o sol começou a pegar de novo... A sombrinha acabou!


Making of!

Voltamos para mais uma sombrinha, lá pelos lados dos laços da primeira parte da prova para uma passada rápida (não sei quantas vezes passamos por aquelas pontezinhas de madeira!) e começamos o retorno para a região do parque. E dá-lhe sol no coco!

O trecho 24 foi de virtual. A velocidade variou bastante, teve uma descida que atrapalhou muito a contagem... Terminada a descida, alongamos um pouco os passos para dar uma compensada.

O primeiro PC virtual (PC 30) estava embaixo de uma árvore. Fizemos 18 pontos (erro de 2,9%).


O PC 32 estava atrás da moita, literalmente. Deitado atrás da moita.

Só de tocaia!

O próximo virtual (PC 33) estava embaixo de uma árvore. Os passos do Alberto estavam muito discrepantes, e foram descartados. Fizemos 5 pontos (erro de meio porcento.... hmmmm, bom!) nesse PC, mas foi difícil fazer as contas e perdemos muito tempo.


Agora faltava pouco, mas as pernas já estavam no fim. Passamos pelo estacionamento de ônibus do parque na direção da chegada. O atraso gerado no PC 33 nem preocupava mais, queríamos chegar!

O último PC virtual foi uma boa surpresa, erramos por 2 metros (erro de 0,15% - deve ser nossa melhor marca), considerando somente os passos do Jorge. Ainda assim, ficamos em segundo nesse PC!

Desse PC até a chegada, ainda sobrou gás para tentar terminar a prova correndo! Terminamos com 13 segundos de atraso!


Foi uma prova curta, porém com alguns elementos diferentes das provas da North, com descidas e subidas em trechos de virtuais, medições de bússolas relativamente fáceis, muitos bate-e-volta (que são meio chatos) e longos trechos em mata (que são ótimos).

Terminada a prova, fomos reivindicar nossa entrada ao parque aquático com a Silvia, mas como não a encontramos, acabamos "adquirindo" nosso ingresso extra com um "cambista"que passava por lá. Mas o preço que ele fez foi bem camarada, então valeu a pena! Valeu! 

(fotos no Picasa)

Distância: 7178 m
Tempo total: 2h 26min

Participantes: Alberto, Daniela, Jorge, Marcelo e Yumi.

Resultado:
1 - Ursinhos Carinhosos (503 pontos)
2 - Dkza Pra Trilha (564 pontos)
3 - Tarahumaras (597 pontos)
...
14 - Johnnie's Walkers (1162 pontos - 29,8 pontos/PC)
6º lugar no Bota de Ouro, com 105 pontos.

Prato do dia: Comida japonesa tradicional do Restaurante Ban.

Nenhum comentário:

Postar um comentário